Rionegro e Solimões – Cavalão tá doidão

Cavalão tá doidão
Cavalão tá doidão
Tá relinchando e galopando
Tem potranca na pista
Cavalão tá chegando

Cavalão não nasceu pra viver amarrado
Gosta de pasto novo e de ser bem tratado
Se você deixar o cavalão fechado
Ele vai pular a cerca pra comer o capim que tá do outro lado

Cavalão tá doidão
Cavalão tá doidão
Tá relinchando e galopando
Tem potranca na pista
Cavalão tá chegando

Cavalão gosta mesmo de viver à vontade
No meio das potranca em plena liberdade
Se você deixar o cavalão sozinho
Ele quebra a porteira e sai na carreira em busca de carinho

Cavalão tá doidão
Cavalão tá doidão
Tá relinchando e galopando
Tem potranca na pista
Cavalão tá chegando

Tá chegando o cavalão
Cavalão tá doidão
Galopando de desejo
Galopando de paixão

Cavalão tá doidão
Cavalão tá doidão
Tá relinchando e galopando
Tem potranca na pista
Cavalão tá chegando

  • Compartilhe:

Veja Mais

Dimy e Denis – Meu remédio •

Lucas Benício – Sorvete e guaraná •

Igor e Walace – Somando copos •

Daniel – Meu mundo e nada mais (Part. Guilherme Arantes) •

César Menotti e Fabiano – Não era eu •